2c6833b0-77e9-4a38-a9e6-8875b1bef33d diHITT - Notícias Sou Maluca Sim!: Dezembro 2012
domingo, 30 de dezembro de 2012 0 comentários

FELIZ ANO NOVO!



Ter verdadeiro sucesso na vida é: rir muito e muitas vezes;
ganhar o respeito de pessoas inteligentes; 
gozar do carinho de meninos;
ganhar o reconhecimento de pessoas qualificadas
e saber suportar a traição de falsos amigos;
apreciar a beleza;
procurar o melhor nos demais;
deixar o mundo um pouco melhor de como o encontraste - com um filho são, um jardim bonito ou uma pessoa mais feliz;
saber que ao menos alguém viveu melhor graças a ti.


Meus agradecimentos a todos que me acompanharam no ano de 20012.
sábado, 29 de dezembro de 2012 1 comentários

Quero ser Cazuza e não João XXIII.


Eu estou em uma faze muito filha da P... de mim mesma. Então, se não estiver preparado para ouvir a verdade não me pergunte nada. Sou uma mulher de espírito forte, portanto não estou disposta a abaixar a cabeça para ninguém, nem de contar inúmeras vezes a mesma história para convencer, seja lá quem da verdade. E se inventarem alguma eu estou querendo é mais, seja criativo.

Não estou a fim de dar muitas explicações sobre quem eu sou e o que fiz ou vou fazer. Sou o que devo ser e não o que querem que eu seja. E não peço que me aceitem por isso, mas também não quero que encham o meu saco com futilidades e demais banalidades.

Se quiserem podem me chamar de maluca e com M maiúsculo, pois me sentindo elogiada pela incompreensão de idiotas de mentes limitadas tirarei um livro de Nietsche de dentro da bolsa e olhando para ele direi: E ainda disseram que você ficou louco!
Sorrindo seguirei o meu caminho enquanto vejo cada vez mais distantes aqueles que permaneceram estacionados.

Não queiram me rotular como santa. Estou farta disso. Definitivamente não sou boazinha e muito menos idiota. Faça o favor de sair da minha frente. Se pretender tirar vantagens a minhas custas antes desobstrua a passagem, pois estou tão perversa que o sangue se ver nos olhos. Até “cracudo” está correndo de mim. Logo esse não é um bom momento para esse tipo de investida.

Mas afirmo que estou muito longe de ser puta, no entanto, se ainda assim insistir em me julgar digo a você que sou a rainha do cabaré, não aceito nada menos que isso.
De qualquer forma, quero viver, quero ser Cazuza e não João XXIII.
Mais tarde meus netos passaram as tardes sentados na varanda ouvindo minhas aventuras e rindo muito de tudo. Porque há tempos minha vida é uma tragicomédia.
E não me peçam para amar, me enchi disso também, e menos ainda que eu seja constante e incondicional. Deixo isso para vocês, gente normal.  

Já falei que tenho muitas em mim e não poço me conformar apenas com uma. Faço questão de perder a razão na heroína da vida, aquela que arde no fogo das paixões. Sou intensa, quero o MÁXIMO que se possa extrair, mesmo com o risco que tudo se acabe em cinzas, mas ficando no fim ao menos a sensação de orgasmo.
Oh! Doce liberdade!
Limite para que? Já que não tenho mais medo da morte e nem da solidão. 
quarta-feira, 19 de dezembro de 2012 0 comentários

NÓS DOIS



Mais de 13 anos se passaram e meus seios arrebitados ainda denunciam o meu desejo pelo seu corpo no meu.  Você completamente nu no espelho, sua língua quente no meu ouvido me causa arrepios deliciosos que retribuo com um sorriso sacana de quem conhece com exatidão todos os seus movimentos. Suas mãos, meu corpo... Em coreografia perfeita!
E sua língua devagarzinho desce. Em outros momentos sobe nessa coisa toda que os outros podem chamam de lamber, chupar, mas você de forma suave suga , pousadamente acaricia, sopra, me esquenta, umedece...
Não deixando absolutamente nada de fora, nem mesmo o furinho do meu queixo.
 Adoro o encaixe perfeito dos seus braços fortes me enlaçando, me puxando pela cintura. Quando passas as mãos pela minha nuca e agarra meus cabelos forçando meus quadris e mostrando a fundo os seus desejos. Nessa hora você é quem manda e desmanda faz o que quer de mim e me enlouquece de prazer, de gritos e suor. Preenche-me como fêmea roubas o mel de minhas entranhas, acelera o pulsar em minhas veias.
E me devora com fome de fera.
Meu amor,
é passada mais de uma década e ainda fazemos aquela brincadeira de amazonas indomável. Vale de tudo.
E quando abro os meus olhos vejo o seu mais lindo sorriso satisfeito. Seu semblante relaxado.
Repouso ofegante em teu peito moreno e sinto suas pernas sem pedir qualquer licença cruzarem-se as minhas.  
Ah! Meu homem você sabe como me fazer perder os sentidos!
Gosto assim: o nosso amor de café da manhã e de sobremesa do jantar.
Gozamos uma vida inteira juntos e então dormimos bem.
terça-feira, 18 de dezembro de 2012 0 comentários

A NOTA DE R$ 100,00


                                                          A NOTA DE R$ 100,00


Um famoso palestrante começou um seminário numa sala com 200 pessoas, segurando uma nota de R$ 100,00.

Ele perguntou:

“Quem de vocês quer esta nota de R$ 100,00?”

Todos ergueram a mão...

Então ele disse:

“Darei esta nota a um de vocês esta noite, mas primeiro, deixem-me fazer isto...” Então, ele amassou totalmente a nota.
E perguntou outra vez: “Quem ainda quer esta nota?”
As mãos continuavam erguidas. E continuou: “E se eu fizer isso...” Deixou a nota cair no chão, começou a pisá-la e esfregá-la. Depois, pegou a nota, agora já imunda e amassada e perguntou: “E agora?” “Quem ainda vai querer esta nota de R$ 100,00?” Todas as mãos voltaram a se erguer. O palestrante voltou-se para a platéia e disse que lhes explicaria o seguinte: “Não importa o que eu faça com o dinheiro, vocês continuaram a querer esta nota, porque ela não perde o valor.

Esta situação também acontece conosco. Muitas vezes, em nossas vidas, somos amassados, pisoteados e ficamos nos sentindo sem importância. Mas não importa, jamais perderemos o nosso valor. Sujos ou limpos, amassados ou inteiros, magros ou gordos, altos ou baixos, nada disso importa! Nada disso altera a importância que temos. O preço de nossas vidas, não é pelo que aparentamos ser, mas pelo que fizemos e sabemos.”

Agora, reflita bem e procure em sua memória:
Nomeie as 5 pessoas mais ricas do mundo.
Nomeie as 5 últimas vencedoras do concurso de Miss Universo.
Nomeie 10 vencedores do prêmio Nobel.
Nomeie os 5 últimos vencedores do prêmio Oscar, como melhores atores ou atrizes.
Como vai? Mal, né? Difícil de lembrar? Não se preocupe. Ninguém de nós se lembra dos melhores de ontem.
Os aplausos vão-se embora. Os troféus ficam cheios de pó. Os vencedores são esquecidos.

Agora faça o seguinte:
Nomeie 3 professores que te ajudaram na tua verdadeira formação.
Nomeie 3 amigos que já te ajudaram nos momentos difíceis.
Pense em algumas pessoas que te fizeram sentir alguém especial.
Nomeie 5 pessoas com quem transcorres o teu tempo.
Como vai? Melhor, não é verdade?

As pessoas que marcam a nossa vida não são as que têm as melhores credenciais, com mais dinheiro, ou os melhores prêmios.
São aquelas que se preocupam conosco, que cuidam de nós, aquelas que, de algum modo, estão ao nosso lado.
segunda-feira, 17 de dezembro de 2012 0 comentários

FRAUDE NA GESTÃO PÚBLICA



Quando alerta que “as fraudes nas licitações públicas são herança maldita, transmitida de uma administração para outra”, o professor Inaldo de Vasconcelos Soares sabe muito bem sobre o peso da afirmação. Especialista na área de controle de orçamentos, Inaldo, hoje, é auditor independente. Mas já atuou como Secretário de Controle Interno do Tribunal Superior Eleitoral , do Supremo Tribunal Federal e foi coordenador-geral de auditoria dos Ministérios da Fazenda, Planejamento, Comunicação e Transporte.

Com tal currículo, que inclui passagem pela Infraero, esse professor dos cursos de pós-graduação da Fundação Getúlio Vargas já traçou um triste diagnóstico da gestão pública, que pode ser lido no livro que escreveu em 2005: “Fraudes nas gestões públicas e privadas”. Trata-se de um roteiro didático de fácil leitura, inclusive, para leigos no assunto, mostrando os diferentes caminhos da ilegalidade na gestão pública.

Em entrevista ao site Contas Abertas, Inaldo revelou que os meios para fraudar as licitações, utilizados por quadrilhas organizadas, são os mais sofisticados esquemas de inteligência. No outro extremo, a fiscalização pública não consegue acompanhar a agilidade da ação dos fraudadores, muitas vezes até por negligência. Segundo Inaldo, os contratos de informática e terceirização de mão-de-obra lideram o ranking das fraudes.

Esta entrevista vem a propósito das dezenas de denúncias da imprensa sobre o atraso nas obras para o Brasil receber a Copa 2014. Os problemas, frente às exigências de rigorosos cronogramas, sugerem pular etapas legais na contratação de serviços, como as licitações, tal qual aconteceu nas três esferas de governo federal, estadual e municipal, por ocasião dos Jogos Pan-Americanos do Rio de Janeiro, conforme relatórios do Tribunal de Contas da União. Assim, fugindo de etapas importantes para o uso de verbas públicas, revela-se uma das formas de fraudar a Lei 8.666/1993, das Licitações e se concretizar a prática da corrupção.

Especificamente sobre Copa e Olimpíada, Inaldo acredita que as irregularidades são possíveis: “Pode acontecer com todos os eventos internacionais” E alerta: “A sociedade precisa ficar atenta às grandes obras de infraestrutura que serão realizadas. Estradas, portos, aeroportos, estádios, tudo deve ser acompanhado de perto e fiscalizado em profundidade”.
Confira a entrevista:
CA - Quais são as situações que mais indicam irregularidades nas licitações?
Vasconcelos - O maior índice de irregularidade ocorre na contratação dos serviços, em decorrência da ausência de critérios técnicos. Os critérios devem seguir os princípios de legalidade e legitimidade. Além de ter duas peculiaridades: a motivação e a necessidade. É sempre essencial, conforme a lei, um parecer emitido pela consultoria jurídica, sendo esse opinativo, e não decisório. O Direito Administrativo determina que o poder público tem o poder discricionário para decidir, desde que tal decisão atenda ao interesse público. Os contratos de informática, obras e terceirização de mão-de-obra lideram o ranking em questão de volume de fraudes.

CA - O Estado possui meios para controle da Administração Pública. Isto tem funcionado?
Vasconcelos - Sim, o Estado possui meios para o controle, mas se torna ausente quando não os aplica. A ausência do acompanhamento e da fiscalização, a questão do despreparo, da negligência e de interesses não-públicos permitem que os ilícitos continuem a acontecer. Os meios de controle não funcionam pela falta de uma gestão ativa, voltada para o interesse público. O que também é um descumprimento legal, haja vista que a lei tem instrumentos coibidores da fraude (Art. 13 do Decreto Lei 200/67).

CA - A Controladoria Geral da União e o Tribunal de Contas da União têm atuado com eficiência no combate à corrupção nas licitações?

Vasconcelos - Evidencia-se uma melhor preparação desses órgãos de controle interno (CGU) e externo (TCU). Porém, eles ainda patinam na luta contra a corrupção. As fraudes nas licitações constituem herança maldita, transmitida de uma administração para outra. O fato é passível de comprovação devido ao ainda elevado número de transações consideradas ilícitas pelo TCU e confirmadas por decisões judiciais. Os ilícitos e as fraudes afetam o erário público. Vide os acontecimentos de irregularidades narrados pela mídia.

CA - Com tempo as fraudes ficaram mais sofisticadas. Como evoluíram os sistemas de controle?
Vasconcelos - Sim, as fraudes são complexos esquemas produzidos por quadrilhas organizadas. Se antes a fraude acontecia de maneira singular (apenas um agente), hoje ela é feita de forma plural, com a participação de pessoas de dentro e de fora do sistema. Os meios para fraudar as licitações utilizadas pelas quadrilhas organizadas envolvem os mais sofisticados esquemas de inteligência. Os sistemas de fiscalização não evoluem na mesma proporção.

CA - Existem muitos projetos para mudanças na Lei de Licitações? Quais os melhores em tramitação no sentido de melhorar esta lei?
Vasconcelos - A questão não é ausência de legislação, as leis existem. Deve-se levar em conta a morosidade da aplicação da lei de improbidade administrativa no âmbito do poder Judiciário. Além disso, a pouca celeridade da apuração dos ilícitos pelo poder Judiciário e os recursos que protelam, contribuem para o ritmo lento. Um recurso leva dez, às vezes, quinze anos para ser julgado.

CA - Existem riscos decorrentes das mudanças que o governo federal pretende fazer na legislação, para agilizar as obras com a Copa do Mundo de 2014 e as Olimpíadas de 2016?
Vasconcelos - O grande risco é a ausência de planejamento, que possa prejudicar a realização de licitações públicas consistentes. A falta de programação destas contratações de bens, serviços e obras - fugindo das licitações - pode gerar contratação emergencial, que é o grande perigo.

CA - Em 2007, o governo extrapolou em mais de dez vezes o orçamento estipulado com o Pan do Rio. O senhor acredita que isto possa acontecer com a Copa do Mundo e as Olimpíadas?
Vasconcelos - Pode acontecer com todos os eventos internacionais. A sociedade precisa ficar atenta às grandes obras de infraestrutura que são realizadas, devido às necessidades dos megaeventos que estão por vir. Estradas, portos, aeroportos, estádios, tudo deve ser acompanhado de perto e fiscalizado em profundidade.

CA - O que é necessário para evitar tais abusos?
Vasconcelos - Urgem providências imediatas de forma a se proceder à feitura de uma programação transparente, inclusive com a maior participação dos órgãos de controle. Como no caso do estádio Maracanã, que o TCU já criticou, e da programação em outras obras de estádios de futebol.

CA - Como reduzir os problemas? E como adiantar as licitações, sem riscos para a sociedade?
Vasconcelos - É necessária ação eficiente do governo para a realização dos processos de contratação de obras de forma transparente, com acompanhamento e fiscalização em tempo real. Sem gerar prejuízo ao cronograma dos eventos e ao bolso do contribuinte.

Por Dyelle Menezes, do Contas Abertas

domingo, 16 de dezembro de 2012 0 comentários

A IDIOTICE É VITAL PARA A FELICIDADE


A IDIOTICE É VITAL PARA A FELICIDADE 
Gente chata essa que quer ser séria, profunda e visceral sempre. Putz! A vida já é um caos, pq fazermos dela, ainda por cima, um tratado? Deixe a seriedade para as horas em que ela é inevitável: mortes, separações, dores e afins. No dia-a-dia, pelo amor de deus, seja idiota! Ria dos próprios defeitos. E de quem acha defeitos em vc. Ignore o que o boçal do seu chefe disse.

Pense assim: quem tem que carregar aquela cara feia, todos os dias, inseparavelmente é ele, pobre dele! Milhares de casamentos acabaram-se não pela falta de amor, dinheiro, sexo, sincronia, mas pela ausência de idiotice. Trate seu amor como seu melhor amigo, e ponto. Quem disse que é bom dividirmos a vida com alguém que tem conselhos para tudo, soluções sensatas, mas não consegue rir quando tropeça?

Hahahaha. Alguém que sabe resolver uma crise familiar, mas não tem a menor ideia de como preencher as horas livres de um fim de semana? Qto tempo faz que vc não vai ao cinema? É bem comum gente que fica perdida quando se acabam os problemas. E dai, o que elas farão se já não têm pq se desesperar? Desaprenderam a brincar. Eu não quero alguém assim comigo. Você quer? espero que não. Tudo o que é mais difícil é mais gostoso, mas... a realidade já é dura, piora se for densa. Dura, densa e bem ruim.

Brincar é legal. Entendeu? esqueça o que te falaram sobre ser adulto, tudo aquilo de não brincar com comida, não falar besteiras, não ser imaturo, não chorar, não andar descalço, não tomar chuva. Pule corda! Adultos podem (e devem) contar piadas, passear no parque, rir alto e lamber a tampa do iogurte. Ser adulto não é perder os prazeres da vida - e esse é o único "não" realmente aceitável. Teste a teoria. Uma semaninha, para começar. Veja e sinta as coisas como se elas fossem o que realmente são: passageiras.

Acorde de manhã e decida entre duas coisas: ficar de mau humor e transmitir isso adiante ou sorrir... Bom mesmo é ter problema na cabeça, sorriso na boca e paz no coração! Alias, entregue os problemas nas mãos de Deus e que tal um cafezinho gostoso agora? "a vida é uma peça de teatro que não permite ensaios" "por isso cante, chore, dance e viva intensamente antes que a cortina se feche".

Arnaldo Jabur
segunda-feira, 10 de dezembro de 2012 0 comentários

TRISTE REALIDADE BRASILEIRA




"O filho termina o segundo grau e não tem vontade de fazer uma faculdade.
O pai, meio mão de ferro, dá um apertão:
- Ahh, não quer estudar? Bem, perfeito. Vadio dentro de casa eu não mantenho, então vai trabalhar...
O velho, que tem muitos amigos, fala com um deles, que fala com outro até que ele consegue uma audiência com um político que foi seu colega lá na época de muito tempo atrás:
- Rodriguez!!!! Meu velho amigo!!! Tu te lembra do meu filho? Pois é, terminou o segundo grau e anda meio à toa, não quer estudar. Será que tu não consegue nada pro rapaz não ficar em casa vagabundando?
Após 3 dias, Rodriguez liga:
- Zé, já tenho. Assessor na Comissão de Saúde no Congresso, R$ 13.700,00 por mês, pra começar.
- Tu tá loco!!!!! O guri recém terminou o colégio, não vai querer estudar mais, consegue algo mais abaixo...
Dois dias depois:
- Zé, secretário de um deputado, salário modesto, R$ 9.800,00, tá bom assim?
- Nãooooo, Rodriguez, algo com um salário menor, eu quero que o guri tenha vontade de estudar depois.... Consegue outra coisa.
- Zé, não sei se ele vai aceitar, mas tem um de assessor da câmara, que é só de R$ 6.500,00...
- Não, não ainda é muito, aí que ele não estuda mais mesmo.
- Olha Zé, a única coisa que eu posso conseguir é um carguinho de ajudante de arquivo, alguma coisa de informática, mas aí o salário é uma merreca, R$ 3.800,00 por mês e nada mais....
- Rodriguez, isso não, por favor, alguma coisa de 510,00 a 600,00 ou 700,00 no máximo.
- Isso é impossível Zé!!!!
- Mas, por quê?
- Porque com este salário aí eu só tenho vaga pra PROFESSOR e aí precisa de CURSO SUPERIOR, MESTRADO, DOUTORADO ... aí é difícil porque precisa passar em concurso!"
quinta-feira, 6 de dezembro de 2012 0 comentários

Manifesto público por Jardim Gramacho


Sábado ás 17:00 horas
Em Frente À Avenida Princesa Isabel Nas Areias De Copacabana

Dia 8 de Dezembro, dia da Justiça, venha dar voz ao povo de Jardim Gramacho!
Manifesto Público na praia de Copacabana para reivindicação das melhorias de infraestrutura prometidas antes do fechamento do aterro de Gramacho. Teremos o apoio da Movimento Rio de Paz, Jocum Rio, Movimento Viva Rio, Missoes A Ioo Graus, Rede Fale RJ, Colegiado da Igrejas Ecocidadas, dentre outros.

"Abre a tua boca; julga retamente, e faze justiça aos pobres e necessitados." Proverbios 31:9
quarta-feira, 5 de dezembro de 2012 0 comentários

O HOMEM DE MINHA VIDA


Como explicar o que é amor de mãe para alguém que mal vê os próprios filhos. E se não os vê não se importa.  Como explicar o que sente uma mãe ao ver seus filhos e passarem fome por conta da irresponsabilidade e mau caráter de terceiros para pessoas cujos corações estão em notas de dinheiro?

Junto ao meu marido tenho criado meus filhos muitas vezes com dificuldade e sonhamos que sejam bem sucedidos na vida. Mas antes de tudo que respeitem os outros e esse respeito não é só o da educação social, mas o de amor a vida.
Desejo que eles jamais roubem o pão da boca de ninguém. Porque o maior crime que alguém pode cometer é roubar.
Dei a eles um pai digno, honrado, peço que sigam o exemplo.
Um dia roubaram o pão de nossa casa e ainda tripudiaram da nossa pobreza, mas não conseguiram levar o que havia de mais valioso, o mais importante:
o eterno amor que uni nossa pequena família.  
domingo, 2 de dezembro de 2012 0 comentários

A RAINHA DOS BAIXINHOS


Falando de Xuxa, como ela conseguiu vincular sua imagem a de ‘Rainha dos Baixinhos’? Talvez essa indagação seja mais obscura que o mistério das pirâmides do Egito. Outra coisa que não entendo é o porque dela tentar esconder de forma tão ferrenha o seu passado. Talvez as fotos abaixo nos forneçam algum álibi, embora não tenha tanta certeza disto.
Vamos dar crédito ao ditado que diz que “uma imagem vale mais que mil palavras”. Aqui temos mais de uma imagem e eu, particularmente, não vejo nada demais, principalmente ao se tratar de pessoa vinculada ao meio artístico.










Mas em compensação achei esse filme na internet "Amor estranho amor" e gostaria da opinião de vocês. O áudio está em Inglês, porém dá para entender muito bem o teor das  cenas.


sábado, 1 de dezembro de 2012 0 comentários

Ensaio da loucura


                                                                   
 
;