2c6833b0-77e9-4a38-a9e6-8875b1bef33d diHITT - Notícias Sou Maluca Sim!: Março 2011
quarta-feira, 30 de março de 2011

HISTÓRIA DE AMOR



Histórias de amor começam assim: uma menina conhece um rapaz, eles trocam olhares e ai... Ai vem toda uma baboseira romântica. Sonhos e confidências trocadas a tom de sussurros... 

Deveria ser assim, mas o que ocorre é: a menina está a um tempão sem dar umazinha. O carinha está ali para jogo. Pronto para comer a primeira vadia ou otária que esteja disposta a dar para ele naquela noite. Assim está ele e muitos outros no recinto, mas todos com a mesma finalidade. No entanto quem ainda escolhe com quem vai copular são as fêmeas. E nossa como escolhemos! Escolhemos... Escolhemos e não erramos. Vamos direto no mais canalha. Isso é uma teoria testada e comprovada meninas. 

A periquita começa a bater palminha e não tem jeito, você vai dar para esse filho da puta. Você sabe que ele vai acabar te fudendo independentemente do desenrolar da história, mas mesmo assim você acaba dando para ele. 
Como você não quer parecer fácil, bebe alguma coisa como dois dedos de ice que não embriagam nem a minha vovozinha. Mas servirá como justificativa do seu ato. Principalmente quando você estiver em depressão porque o canalha te deu um pé na bunda depois de comer a sua melhor amiga.


Ato consumado. Foi uma rapidinha, meio borrachuda, sem graça, mas o importante é que você esteve com um exemplar de macho contemporâneo. Que agora estranhamente não para de se olhar no espelho, fazendo poses e dizendo o quanto se acha bonitão. E você vai querer mais uma, porque se a periquita já estava batendo palminhas, agora está cantando parabéns para você na versão remix. 

Esqueça qualquer gesto de carinho. O máximo que conseguirá será:  
- Mulher levanta porque está na hora de pagar a conta! Isso com o carinha correndo para o banheiro, já que o Absolut está querendo voltar depois daqueles dois minutos sacolejando, noque mais tarde ele irá chamar de sexo com os amiguinhos bombados da academia. Lembrando que por aproximadamente um minuto e meio você estava chupando ele. Ai você se sente o coco do verme do cavalo do bandido e vai para casa tomar uma boa ducha e dormir. No dia seguinte se sentindo culpada, mas já recuperada você inventa... Ops! Quer dizer, conta a suas amigas a noite maravilhosa e romântica que teve.

 Todas elas já passaram pelo mesmo ritual escroto, mas você não quer ficar por baixo e mente como elas muitas vezes já fizeram. Quando você já tinha quase esquecido desse pesadelo e que o carinha um dia existiu ele acaba ligando para você  e  te chamando por um nome que não é o seu. Dai você vai pensar se ele esqueceu o seu nome ou se está ligando para a pessoa errada. Tudo bem, isso é apenas um detalhe sem importância, a partir desse momento ele passa a ser o homem a sua vida. A final ele ligou no dia seguinte. Quem mais faria isso se não o verdadeiro príncipe encantado?

segunda-feira, 21 de março de 2011

(Entre Meninas) MENINAS NÃO FAZEM SEXO, FAZEM AMOR!




Meninas não fazem sexo, fazem amor!

No pejorativo o que vemos em novelas e mini series(algumas), é apenas a banalização e ridicularização do que pode haver entre duas mulheres.

Retomando ao que acima citei, não existe SEXO entre meninas. Mulheres não fazem sexo, trocam carícias delicadas e extremamente exatas, fazem amor...


Poderia até citar nome de filmes, histórias lindas de amor, onde não necessariamente uma mulher vai está "pegando" outra, mas onde aquele sentimento que fica no ar, é o que mais importa e assim realmente é.


Uma mulher sabe bem onde tocar uma outra mulher, mas isso é um detalhe. Antes a uma total entrega de corações.

Meninas fazem amor, meninas puxam um bom papo, falam coisas românticas. Ela se excitam não pelo físico, mas pelo olhar naquele exato momento em que se cruzam. As mãos deslizam por entre o corpo... SEM A MÍNIMA PRESSA de acontecer... (até porque, pode ser aquele o momento, ou não, pode ser apenas carinhos...)


(...)


...Elas sentem o corpo tremer de desejo e, e é assim que o corpo cola e é assim que uma boca procura a outra, e assim beijam...

è um beijo longo...doce suave, mulheres morrem de tesão por um bom beijo...(mas acredito que os homens-maioria-não sabem bem disso e vão logo tirando a roupa).

Enquanto se beijam, suas mãos passeia pela pele macia e suave, seus sentidos se perdem ao sentir aquele perfume delicado no ar, e ainda se beijam...

Depois...suas mão vão meio que "sem querer" buscando o corpo da outra, ainda tímidas, morrem de desejo.

A língua percorre o pescoço, os lábios se cruzam, os lábios se cruzam deliciosamente, mordidinhas de leve, olhares compenetrantes...

Dai então, sussurram algo gostoso...tiram a roupa, mas ainda não a lingerie. Não, não, ainda é muito cedo...

Mulheres gostam de gestos delicados...e se sentem imensamente desejadas quando a outra se mostra extremamente disposta a "desbravar "os mínimos segredos do seu corpo.

Ainda se beijam, vozes doces no escuro, a língua passa devagar por cada parte, boca, pescoço...seios, ao redor dos seios...delicadamente sem pressa. Enquanto isso o resto do corpo, enlouquece com os movimentos fortes e sutis ao mesmo tempo, entram em uma perfeita sintonia.

Mas desce, desce ainda mais, e assim com a língua, continua a acariciar seu corpo, todo molhado, estupidamente exitado, mas ainda não desnudo...

Passar os lábios no umbiguinho, deslizar gelo, mel, chantilly...caldinha de morango...até que vá descendo, descendo...


( )


Tirar a parte de cima... Não necessariamente se faz primeiro apesar de se tocar com a língua os seios...

Agora é hora...

Pra chupar gostoso...intensamente...

Porque elas já estão locas de tesão...

Colam o seio um no outro, anjo, não há nada mais sublime... É nesse axato momento que se percebe inteiramente uma entrega, mulher a mulher.

Depois, vai esquentando, ainda mais e mais... as mãos já não ficam apenas por baixo da roupa, elas querem tirar aquela roupa... mínima roupa que ainda existe...

Porém, apenas há uma indução, faz que vai, mas não vai... não tem porque ter pressa.

a boquinha ainda tá louca para beijar tudo que ali em baixo existe. E assim o faz, devagar, com pontinha da língua... começar a tocar o sexo de sua amada, ela geme, ela já está morrendo de tesão... mas nada de pressa... Uma mulher sempre sabe o lugar exato onde deve tocar a outra... e quando acha...


...acho que daqui para frente dá para imaginar não é...?



NUNCA SE DEIXE LEVAR PELA MEDIOCRIZAÇÕES ESTÚPIDAS, PROCURE SEMPRE FALAR COM QUEM ENTENDE E SENTE O QUE REALMENTE ISSO SIGNIFICA.

sábado, 12 de março de 2011

Essa coisa de blog


Escrever, escrever e escrever. Essa tem sido minha rotina. Oras escrevendo coisas sobre o meu bairro, oras artigos da faculdade, oras o maldito livro que nunca termino... Já que ando escrevendo tanto vou escrever aqui também, no maldito blog.
Ainda não encontrei uma utilidade pratica para essa coisa" blog".
me falaram que é um diário virtual. Sendo um diário não deveria ficar o mais oculto possível? Pois é, vai lá entender. Um diário que você mostra ao maior número possível de pessoas e tem até gente ganhando dinheiro com isso.
Blog deve de ter sido criado com a finalidade de facilitar a vida dos fofoqueiros. Como se o tal do orkut já não fosse o suficiente. Observação: também tenho orkut e nele até os meu "inimigos " estão me adicionando como amigos.
Bom, já que é para escrever sobre a minha vida ou o que passa por essa linda cabecinha, de forma a deixar os fofoqueiros atualizados, pensei em escrever as mais absurdas pornográficas. Isso mesmo, pornografia. De sacanagem todo mundo entende e comenta. Assim eu teria um bom número de visitantes (Se tem bog tem de ter visitas). Principalmente dos melas cuecas e ainda deixaria os foqueiros felizes, pois teriam sobre o que comentar.
Mas P... que me pariu! Agora estou no setor de educação e não ficaria nada bem se por acaso um pai ou responsável de aluno vise o blog da professorinha gostosa que faz sexo loucamente.
Tenho certeza que o suposto fulano leria até a última linha, mas qual seria a sua reação posterior a isso? Caso alguém defenda a ideia de que poderia prejudicar a algum aluno, o processo de aprendizado, blá, blá, blá... Tenho certeza que esses ficariam até mais atentos as aulas e que a minha classe seria a mais assídua!
De qualquer forma, já que por motivo de força maior não poço ser pornográfica, o que muitos chamariam de vulgaridade. Principalmente quem não trepa. Vou ficar por aqui. Mas ficar por aqui não é bem o que costumo fazer. Juro que em outra postagem qualquer conto a todos como é fazer sexo com outra mulher.
 
;