2c6833b0-77e9-4a38-a9e6-8875b1bef33d diHITT - Notícias Sou Maluca Sim!: Janeiro 2010
terça-feira, 19 de janeiro de 2010

MARCAS

















Vô João em meio a sua sabedoria de gente do interior sempre dizia que se via um bom trabalhador pelas canelas finas. Muitas vezes o vi medindo a canela com as mãos e ao final sempre dizia:
 - tá vendo sou um bom trabalhador! 
E houve vezes nas quais ele usava uma tia como exemplo: 
- essa puxou ao pai veja as canelinhas finas. 

Minha tia não gostava muito, mas ele dizia isso com muito orgulho.
Sempre me perguntei de onde ele tinha tirado aquela ideia. Faria parte de algum tipo de folclore da região que ele nasceu? Era um costume passado de pai para filho entre o povo da roça...


Pois bem, em meio aos meus estudos sobre o processo da escravidão no Brasil pude constatar que a região de Pernambuco (terra de meu avô), teve uma das maiores concentrações de escravos do país e que um dos critérios usados pelos Senhores (donos das fazendas) para a aquisição de bons escravos "bons trabalhadores" era o fato de terem canelas finas.


Meu querido avô, homem livre do século XXI ainda carregava estigmas do tempo onde o negro era cativo. Pode parecer bobagem, mas quantas heranças como essa podemos está guardando inconscientemente até o dia de hoje?


(Saudades eternas do Vô João)
domingo, 10 de janeiro de 2010 0 comentários

QUANDO VOCÊ SE RECUSA A LUTAR



QUANDO VOCÊ SE RECUSA A LUTAR

Enterre todos os seus segredos na minha pele
Desapareça com inocência,
E deixe-me com meus pecados
O ar ao meu redor ainda parece uma gaiola
E amor é apenas uma camuflagem para o que parece ser raiva novamente...

Então se você me ama, deixe-me ir
E fuja antes que eu saiba
Meu coração está sombrio demais para se importar
Eu não posso destruir o que não está lá
Me entregue ao meu Destino
Se estou sozinho, não tenho o que odiar
Eu não mereço ter você...
Meu sorriso foi tomado há muito tempo
Se eu posso mudar espero nunca saber

Eu ainda pressiono suas cartas em meus lábios
E as guardo em partes de mim
Que saboreiam cada beijo
Eu não poderia encarar a vida sem a sua luz
Mas tudo isso foi dilacerado,

Então poupe seu fôlego, não irei ouvir
Acho que deixei isso bem claro
Você não poderia odiar o bastante para amar
Isso deveria ser o suficiente?
Eu só queria que você não fosse minha amiga
Assim eu poderia te magoar no final
Eu nunca declarei ser um Santo...
Meu eu foi banido há muito tempo
A esperança precisou morrer para deixar-te ir

Então jogue-se contra as minhas pedras
E cuspa sua pena na minha alma
Você nunca precisou de nenhuma ajuda
Você me vendeu para se salvar
E eu não ouvirei a tua vergonha
Você fugiu - Vocês são todas iguais
Anjos mentem para manter o controle...
Meu amor foi punido há muito tempo
Se ainda se importa, não deixe-me saber
Se ainda se importa, não deixe-me saber...

snuff
 
;